Publicidade

Incentivo a emprego de mulher com mais de 50 anos vai à CAS

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) aprovou nesta quarta-feira (2) um projeto do senador Wewerton (PDT-MA) que cria, no âmbito do Programa Emprega...

02/08/2023 às 23h50
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Plenário da Comissão de Direitos Humanos na reunião que aprovou o projeto - Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Plenário da Comissão de Direitos Humanos na reunião que aprovou o projeto - Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) aprovou nesta quarta-feira (2) um projeto do senador Wewerton (PDT-MA) que cria, no âmbito do Programa Emprega + Mulheres ( Lei 14.457, de 2022 ), incentivos à empregabilidade de mulheres acima de 50 anos de idade. O PL 375/2023 segue para análise da Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

A relatora,senadora Damares Alves (Republicanos-DF),incluiu uma emenda explicitando que o Emprega + Mulheres, além de priorizar pessoas sem recursos e vítimas de violência doméstica e familiar com registro de ocorrência policial, deve favorecer mulheres com mais de 50 anos.

— Apopulação brasileira está envelhecendo. Nossa pirâmide etária está em acentuado processo de inversão demográfica. O IBGE aponta que, entre 2012 e 2021, a parcela de pessoas com 60 anos ou mais passou de 11,3% para 14,7% — disse a senadora.

O projeto determina que entidades que compõem o Sistema S, como Sesc e Senac, implementem programas e cursos, assim como incentivem iniciativas empresariais para o aprimoramento profissional, a manutenção no emprego e a inserção no mercado de trabalho de mulheres com mais de 50 anos. O texto também indica que o Sistema Nacional de Emprego, atual Emprega Brasil, deve priorizar esse público em suas iniciativas para aumentar o emprego de mulhereschefes de família monoparental, com deficiência ou com filho com deficiência.

Como justificativa para a aprovação do texto, Wewerton cita dados de uma pesquisa daRevista Examesegundo a qual 60% das empresas que participaram da enquete relataram dificuldades em contratar pessoas acima de 50 anos. Os entrevistados também citaram problemas culturais e de preconceito que prejudicam a empregabilidade de mulheres nessa faixa etária, o que pode ser combatido pelas iniciativas do projeto, segundo o relator.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários